Logo

As 5 Tendências de Social Media de 2018 Que Vão Ajudar a Sua Marca

Tendências de Social Media em 2018

Houve muita coisa que mudou a nível de Social Media o ano passado, incluindo o lançamento de novas funcionalidades, preferências de consumidores e oportunidades para as marcas. Olhando para 2018 continuamos à espera de muitas surpresas! Conheça neste artigo as principais Tendências de Social Media em 2018.

Embora saber exactamente o que 2018 nos espera e como os consumidores vão reagir seja sempre um exercício um tanto ou quanto complicado, na BYD gostamos de desafios e fomos à procura de respostas!

Foi por isso que reunimos aqui aquelas que consideramos as 5 Tendências de Social Media em 2018:

  1. Maior Interacção entre Marcas e Consumidores

A relação entre marcas e consumidores nunca esteve tão próxima, mas ainda há muito por explorar! Precisa de números? Seguem aqui alguns:

  • 1 em cada 3 consumidores mencionam uma marca aquando de uma partilha nas redes sociais de acordo com Sprout Social Index.
  • Os consumidores gostam de partilhar metas e objectivos pessoais atingidos, mas também gostam de os ver reconhecido pelas marcas. Os dados dizem-nos que 41% do “millennials” agradecem a uma marca quando fazem uma partilha nas redes sociais sobre um objectivo de vida pessoal!
  • O Instagram informa-nos que 80% dos seus utilizadores seguem pelo menos uma marca.
  • O Sprout Social Index descobriu ainda que 89% das mensagens enviadas por consumidores às marcas foram ignoradas. Embora este número esteja certamente mais baixo em 2018, é claro que as marcas ainda têm muito por onde explorar!

As marcas perceberam de repente o impacto que a Social Media pode ter e estão agora a criar relações de longa duração em vez de usarem as suas redes apenas para publicitar os seus produtos.

  1. Chatbots costumizáveis

Como referido acima, responder aos fãs de uma marca garantindo uma boa interacção é muito importante. No entanto, como agir quando uma organização recebe centenas ou mesmo milhares de questões parecidas por parte dos consumidores?

As marcas encontraram uma solução e, muito no seguimento do que se passou no ano passado, 2018 aparenta ser um ano em que os chatbots (softwares que funcionam dentro de aplicações de mensagens para responderem automaticamente aos consumidores) vão continuar a crescer. Para ter uma noção, só o Facebook Messenger conta com mais de 100.000! Estes conseguem recolher informação, orientar os possíveis clientes com os produtos e até receber encomendas. Note: os chabots do Facebook Messenger aumentaram em média 3.5h de produtividade às organizações que os utilizaram!

Em baixo mostramos a crescente procura por chatbots no Google.

 

 

 

 

 

 

Outro factor muito importante tem a ver com, como diz o título, estes chatbots serem costumizáveis para responderem a respostas mais específicas.

Aqui mostramos um chatbot a responder a uma questão sobre como fazer chatbot! 😉

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3. Marcas a Depender de Ferramentas de “Social Listening”

Se ainda não reparou, é já claro que um dos temas para 2018 é ouvir cada vez mais os consumidores. Esta próxima tendência segue exactamente essa dinâmica.

Mas o que é exactamente Social Listening? É a práctica de rastrear conversas à volta de determinadas frases de modo a encontrar novas oportunidades para criar conteúdo específico para audiências.

É notoriamente bastante mais do que apenas ver quem comenta um post de Instagram. As ferramentas de Social Listening permitem às marcas analisar e reflectir sobre o rumo que as suas audiências estão a seguir. Para além disso, permite ainda às marcas criarem melhores campanhas de marketing e em última análise melhorarem a experiência dos consumidores!

Como podem então estas ferramentas ajudar a sua marca no futuro? Apresentamos-lhe aqui algumas respostas:

  • Melhorar o cuidado com os consumidores – A escolha preferencial dos públicos para reagir às acções das marcas são as redes socias. Por essa mesma razão é pertinente fazer um tracking da saúde de uma marca através da análise do feedback. Isto vai ajudá-lo a prestar atenção ao que os seus consumidores dizem sobre si!
  • Conteúdo com mais interacção – Conteúdo que realmente origine mais interação entre marcas e consumidores é o que faz qualquer estratégia de social media resultar. Utilizando as ferramentas de social listening consegue identificar o que realmente interessa sem ter de tentar advinhar: pode fazer tracking de hashtags, tópicos específicos ou palavras-chave que as pessoas usem com a sua marca.
  • Novas e Melhores Campanhas de Marketing – Com estas vai poder identificar tendências mais cedo de maneira a conseguir extrair o melhor das mesmas e o conteúdo gerado pelos consumidores.
  1. Mensagens em Plataformas e Instagram Stories

Uma das Tendências de Social Media em 2018 é a forma como interagimos com as nossas comunidades. Não foi há muito que o Instagram lançou o Stories para competir com o Snapchat. Nesse curto período de tempo, o Instagram Stories angariou um total de 250 milhões de utilizadores, dado que é impressionante tendo em conta o tempo que o Snapchat demorou – “só” conseguiu 173 milhões e demorou anos a consegui-los.

O Instagram Stories está no topo da nossa lista de tendências devido aos números de interacção que proporciona. 1 em cada 5 Instagram Stories orgânicos das marcas têm pelo menos uma resposta de um consumidor, por exemplo.

O tempo despendido no Instagram aumentou em 28 minutos depois da introdução dos Stories – e não são apenas os users que o utilizam: estima-se que mais de 1 milhão de advertisers usem activamente os Stories a cada mês.

  1. Maior Controlo Social por parte dos Consumidores

O poder dos consumidores é outra das Tendências de Social Media em 2018 que mais tem vindo a ganhar força. O maior controlo por parte dos consumidores nas redes sociais é claramente uma nova realidade à qual as marcas têm de se adaptar rapidamente! Esta situação traz uma maior responsabilidade para com as marcas, seja ela ambiental, social ou de outra espécie. Os consumidores utilizam muito as redes sociais para expressarem e exporem as suas frustrações e/ou indignações para com as marcas, factor que acarreta uma responsabilidade cada vez maior para as equipas de social media. De acordo com o Sprout Social Index, 81% dos consumidores concordou que o social media aumentou a responsabilidade social das empresas, e apenas 8% disse que ficariam silenciosos se achassem que uma marca publicasse algo inapropriado.

 

Olhando para a frente

De agora em diante é preciso trabalhar com a sua equipa de social media para garantir que tudo está alinhado e preparado para responder a estas diferentes questões. Aprender e reflectir sobre o que resultou e sobre o que precisa de ser melhorado em relação ao ano anterior permite-lhe responder com maior eficácia ao panorama do social media.

Precisa de uma equipa que o ajude com a sua estratégia digital e que o ensine a aproveitar todas as potencialidades? Fale connosco!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO