Logo

Perfil ou Página de Facebook: qual é a diferença e qual deve escolher?

Criar um perfil ou uma página no Facebook?, eis a questão. Serão a mesma coisa? Fará assim tanta diferença optar por um em vez do outro quando se tem um negócio?

De um modo geral, convém que o seu negócio tenha, em primeiro lugar, um bom website e, em segundo lugar, presença nas redes sociais. Também não convém estar em todas, mas neste momento ainda convém que uma delas seja o Facebook.

Se ainda não criou uma conta de Facebook para a sua empresa e está indeciso entre criar um perfil ou uma página, explicamos-lhe as diferenças.

Página (Facebook Page)

Uma página de Facebook é algo que deve representar uma empresa ou projeto para o qual o criador deseje obter exposição e reconhecimento.

Como as páginas no Facebook são sempre públicas, isto faz sentido, especialmente porque são – normalmente – utilizadas para fins comerciais como, por exemplo, a divulgação de marcas e de produtos.

É preciso ter um perfil de Facebook para criar páginas e cada perfil pode administrar várias páginas, não havendo limite para quantas pode ter.

Perfil pessoal

Um perfil de Facebook representa uma única pessoa e é, normalmente, usado para fins não comerciais. O objetivo primordial dos perfis era que cada pessoa tivesse um e, com ele, se ligasse aos seus amigos. Cada pessoa só pode ter um perfil, ou seja, cada endereço de email só pode ser associado a um único perfil no Facebook.

Vejamos agora as principais diferenças entre um perfil e uma página no Facebook para quem tem negócios ou marcas.

Página Perfil
Gostos e amigos Gostos ilimitados Máximo de 5000 amigos
Anúncios Sim Não
Agendamento de posts Sim Não
Estatísticas Sim Não

 

Facebook pages: as principais vantagens em ter uma

Então, se tiver um negócio/empresa ou uma marca que quero divulgar nas redes sociais, quais são, realmente, as principais vantagens em ter uma página no Facebook?

  • Anúncios

A possibilidade de fazer publicidade online através da criação de anúncios no Facebook (Facebook ads) é uma grande vantagem e algo que só é possível com uma página, uma vez que os perfis pessoais não têm (compreensivelmente) essa funcionalidade.

  • Agendamento de posts

Ter um calendário de posts para as suas redes sociais é boa ideia não só por questões de organização, mas por razões estratégicas tanto de divulgação da marca, como de engagement, alcance e motivação para que os seus seguidores levem a cabo ações específicas pensadas por si.

  • Estatísticas

Mesmo que não queira investir em anúncios no Facebook ou que não tenha paciência para agendar publicações (a BYD presta esse serviço, já agora!), crie uma página no Facebook nem que seja apenas para poder aceder às estatísticas.

Estes números vão mostrar-lhe claramente quem são os fãs da sua marca, se são mais mulheres ou homens, qual é a faixa etária predominante, em que posts clicaram mais, que posts foram bem-sucedidos, quais é que passaram ao lado, etc.

Isto é especialmente importante para melhor ajustar a sua estratégia e presença nas redes sociais e para saber com exatidão para quem está a comunicar.

Isto pode ser especialmente útil para fazer ajustes nos seus produtos, na usabilidade do seu site, na forma como comunica no mesmo, entre outras mudanças benéficas que poderá aplicar com a informação obtida através das estatísticas do Facebook, especialmente quando combinadas com as do Google Analytics e outras que possa ter associadas ao seu website e outras redes sociais.

Será possível converter um perfil na página de Facebook?

Se já tem a sua empresa num perfil de Facebook: será possível converter um perfil na página de Facebook?

Não só é possível, como encorajado pelo próprio Facebook, que considera que vai contra as regras desta plataforma se tiver um perfil privado para promover negócios.

Veja aqui como converter o seu perfil numa página de Facebook. Após a conversão, os seus amigos serão notificados da criação da nova página e os amigos do perfil privado que selecionar passarão a seguir automaticamente a sua página.

Conclusão

Criar um perfil pessoal para vender produtos ou prestar serviços é um dos erros mais comuns, pelo que se já o cometeu, saiba que é bem mais comum do que aquilo que pensa.

Mas agora que já conhece as vantagens das páginas, já sabe o que fazer a seguir: converter esse perfil numa página de Facebook.

Não se esqueça também da importância de ter um site próprio. Se precisar de ajuda para criar o seu website ou para gerir as suas redes sociais, a BYD pode ajudá-lo.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO