Logo

Manual de Marketing Digital para Pequenos Negócios

Manual de Marketing Digital

Na BYD recebemos diariamente pedidos de todos o tipo de empresas. Desde as grandes, que têm departamentos internos de Marketing Digital que definem o rumo que a empresa deve seguir na área do Marketing Digital, a pequenas empresas e negócios locais, que muitas vezes não têm mais do que 1 ou 2 pessoas a trabalhar lá. Foi a pensar nestas empresas que a BYD decidiu desenvolver o Manual de Marketing Digital para Pequenos Negócios.

Este “Manual” simplificado é composto por 2 artigos muito intuitivos que ajudarão proprietários de pequenos negócios a definirem as suas necessidades reais de Marketing Digital e, posteriormente, a decidirem onde e como deverão investir o seu tempo e, nos casos em que se aplicar, o seu dinheiro, da forma mais rentável possível.

Capítulos:

1 – Compreender a Evolução da Internet e a sua Importância atual e Perceber o que é o Marketing Digital

2 – Conhecer os Passos na Definição de uma Estratégia de Marketing Digital e Compreender as Principais Ferramentas Digitais

 

CAPÍTULO I – Compreender a Evolução da Internet e a sua Importância atual

Como não poderia deixar de ser, o antes de falarmos sobre o Marketing Digital em si, é necessário compreender a sua origem. Foi no início da década de 90 que Tim Berners Lee criou a World Wide Web (WWW) que permitiu que pessoas de todo o mundo tivessem uma forma até então nunca vista de trocar informação.

No final de 2016, o número de utilizadores de internet ultrapassava os 3,4 mil milhões, representando 46% da população mundial (1% em 1995).

Em setembro de 2014, foi alcançado o marco histórico de Mil Milhões de websites online.

No dias de hoje, em cada segundo que passa são publicadas 728 fotografias no Instagram, feitas  2.475 chamadas de skype, consumidos 42.265 GB de tráfego de internet, vistos 68.256 vídeos no YouTube e enviados mais de 2,5 milhões de emails.

Tudo isto para demonstrar em números o absolutamente indispensável que a Internet se tornou na nossa vida, e podermos depois melhor explicar a forma como se tornou ainda mais importante para o sucesso de qualquer negócio.

 

Que tipos de websites existem na Internet?

Apesar de hoje em dia existirem milhares e cada vez mais tipologias de website (todos os dias surgem conceitos inovadores de plataformas tecnológicas) é possível ainda categoriza-los de duas formas: Estáticos VS Interativos.

Os websites estáticos são todos os que se limitam apenas a transmitir informação, ao contrário dos sites interativos que pressupõe uma dinâmica e relação entre do utilizadores com o site e entre eles.

Manual de Marketing Digital

Entre os websites mais visitados estão (por ranking) o Google, Facebook, YouTube, Baidu (motor de pesquisa chinês), Wikipedia, Yahoo e Amazon.

Para se ter uma ideia da ordem de grandeza do Google, neste acontecem mais de 3,2 mil milhões de pesquisas todos os dias, representando uma quota de mercado (entre os motores de pesquisa) de 88%.

 

Web 2.0? 3.0? O que é isso?

Um dos principais objetivos deste manual de marketing digital é dar um ênfase muito grande à importância da Internet para o sucesso de qualquer negócio. Para ajudar a compreender isso, é fundamental ter-se noção de qu, nos dias de hoje, a internet já evoluiu muito desde as suas origens, tendo atravessado várias fases:

“ERA DO PC” – periodo até 1977 em que não existia qualquer ligação entre os vários computadores existentes.

“WEB 1.0”  – A partir da década de 90 onde, com a World Wide Web começaram a ser criados os primeiros serviços online para o consumidor (websites institucionais, motores de pesquisa, portais de informação, etc.). Surigram conceitos / tecnologia como o html, http, javascript e flash.

“WEB 2.0” –  Com a entrada no novo milénio, a velocidade a que a informação passou a ser transmitida cresceu substancialmente e permitiu o nascimento dos blogs e redes sociais. Foi também uma era em que começou a ser recolhida uma quantidade muito grande de informações sobre o comportamento dos utilizadores online.

“WEB 3.0” – É a era que atravessamos atualmente (desde 2009) em que as “máquina” começaram a conseguir interpretar os dados recolhidos ao longo de todos estes anos, de forma a personalizar a experiência online de cada utilizador individualmente. É chamada de “Era Semântica” e representa a maior revolução que a Internet já assistiu. Os resultados de pesquisa aparecem personalizados a cada utilizador e as redes sociais selecionam automaticamente os conteúdos mais relevantes para os gostos e interesses de cada um. Está neste momento a abrir a porta para a próxima era 4.0, onde já poderemos contar com a tão aguardada “Inteligência Artificial”. Segundo alguns peritos, será ainda esta década que a Siri passará a ser apenas mais uma ferramenta de contacto entre as milhares que irão existir para interagirmos com os computadores.

 

Um consumidor cada vez mais inteligente!

A entrada de todas estas novas tecnologias, levou a uma transformação do consumidor que o tornou muito mais poderoso, sobretudo na sua relação com as marcas. Outro dos objetivos deste Manual de Marketing Digital é compreendermos quais as principais mudanças sofridas pelo consumidor que mais estão a ter um impacto brutal nos negócios atuais:

  • Maior interconectividade;
  • Mais informação;
  • Filtragem de conteúdos relevantes;
  • Mais nichos;
  • Mais conteúdos pessoais;
  • De consumidor a “prosumidor”;
  • Em qualquer hora e em qualquer lugar.

 

O que é o Marketing Digital?

Neste Manual de Marketing Digital é obviamente obrigatório explicarmos detalhadamente o que é na verdade o “Marketing Digital”.

Em conceito, o Marketing Digital são todas as ações realizadas numa empresa que visam cumprir os objetivos de marketing definidos através da utilização de ferramentas e plataformas digitais.

Na prática, o Marketing Digital de uma empresa acaba muitas vezes por ser confundido pela “comunicação digital” da mesma. No entanto, o Marketing, ao contrário do que as pessoas pensam, é composto por ações e decisões estratégicas em 3 outras áreas principais além da Comunicação: ações e decisões sobre os Produtos/Serviços. Ações e decisões sobre a forma como os mesmos são distribuídos para os seus consumidores. E ações / decisões sobre qual o preço a que devem ser vendidos.

Só depois destas 3 componentes do marketing estarem definidas é que podem então acionar a quarta componente: promover (comunicar) o produto. Estes são chamados os 4 P’s do marketing (Product, Placement, Price e Promotion) e é sobre cada um deles que as ferramentas digitais têm tido uma importância cada vez maior nos dias de hoje.

EXEMPLO PRÁTICO PARA O MERCADO DA MÚSICA:

Produto: Album de um artista (antes físico em CD, agora virtual em .mp3)

Preço: Como não custos de produção físicos (apenas os direitos dos artistas) nem de distribuição, o preço reduziu brutalmente (de cerca de 15€ por um CD com 12 músicas, para 8€ por mês por milhões de músicas).

Distribuição: Deixou praticamente de ser vendido nas lojas físicas e passou a ser distribuído quase 100% online, ao alcance de qualquer um, em qualquer lugar.

Comunicação: a rádio e os concertos deixaram de ser a única forma de um artista promover um álbum: eles têm agora redes sociais, youtube, e os seus sites, onde em qualquer um deles controlam praticamente tudo o que querem comunicar à sua audiência, não estando limitados às limitações existentes no passado.

Como é que as ferramentas digitais estão organizadas? Quais são?

De forma geral, podemos dividir as ferramentas de marketing digital em 2 grande áreas: Análise e Planeamento Estratégico VS Implementação:

Os principais Canais de Atuação Online que iremos abordar neste Manual de Marketing Digital são:

No entanto, nem todas estas ferramentas são necessárias para um determinado negócio, nem todas as que são têm a mesma importância e rentabilidade. É por essa razão que, antes de se implementar seja o que for em Marketing Digital, é necessário fazer uma Análise exaustiva ao negócio, mercado, canais digitais e, sobretudo, ao consumidor, que nos permita definir com clareza o caminho a seguir, isto é, o nosso Plano estratégico de Marketing Digital.

A análise, planeamento e implementação de Marketing Digital serão os temas abordados no Capítulo II deste Manual de Marketing Digital.

 

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO