Logo
Rita Damásio
Rita Damásio

Equipa BYD

Rita Damásio

Lead Community Manager

Quando era mais nova, a Rita sonhava em ser astronauta. Do ponto de vista metafórico, não podia estar melhor: no meio dos astros, no foguetão da BYD. Do ponto de vista realista, não podia estar pior. Presa a uma empresa que, se realmente fosse um foguetão, se preparava para se despenhar sem sobreviventes.

Sorte a dela ter sido abençoada com o super-poder de ter uma visão de toupeira desde os 5 anos, que rapidamente deitou por terra os seus sonhos espaciais. Agora tem sonhos especiais: sair da BYD e comprar lotes na lua, para depois lá viver. Se não der para tudo e tiver que escolher um: sair da BYD só. Como todos os outros. Antes que esteja marcada.

É uma das nossas Copywriters e Community Managers e provavelmente a pessoa mais briosa da sala. Lida com clientes, atende telefones, faz grandes planeamentos e recebe elogios por email. Diariamente. O resto da equipa rói-se de inveja.

É responsável, sonhadora e romântica. E também muito tímida, calada e envergonhada. Sim, isto tudo apesar de hoje em dia ser a bomba que vêm no ecrã (só no ecrã, porque ao vivo só na BYD). Diz ainda que quando era mais nova não tinha namorados porque era gordinha, envergonhada e caixa-de-óculos. Bem-dita a puberdade.

Os seus hobbies passam muito por ler, ver séries, comer gelados, escrever e viajar! Ah, e ser desastrada. Nisto não é profissional, mas parece. Tanto que um dia, sem querer, deu um presente à BYD: mostrou o rabo à equipa. Foi o nosso melhor dia de sempre. Agora ninguém trabalha para ver se, para repetir a experiência, conseguimos inventar uma máquina do tempo. Se alguém souber como o fazer, por favor, que que nos envie uma mensagem. Urgente.

Academicamente é no mínimo polivalente: passou por Biologia, tirou o curso de Sociologia, e depois fez ainda uma pós-Graduação em Sociologia da Violência. No escritório só permite paz e amor e é capaz de ter sido por essa sua personalidade de benfeitora que – depois de uma formação em Marketing Digital dada pela L2G – a chamaram a integrar a equipa da BYD, para amenizar o ambiente de guerra que assombrava a sala de trabalho. Estamos muito melhores. Não diríamos bem, mas muito melhores.

É irónico termos conseguido aguentar a Rita na equipa: é que ela só gosta de livros e não adora (mesmo) computadores. Para além de a estarmos sempre a chatear e a levar por maus caminhos. Não sabemos como nos aguenta, mas também não lho perguntamos para não lhe dar ideias… Não arriscamos que ela se vá embora. Aí é que caíamos mesmo por terra…